Veja os riscos da psoríase para o coração


 - Foto: Divulgação
03/03/2024 às 11:16
Redação

Entenda!

A psoríase é uma doença de pele autoimune crônica que se manifesta no paciente como manchas rosadas ou avermelhadas, cobertas com uma "placa" esbranquiçada e pode afetar várias partes do corpo. Pode ser desenvolvida por qualquer pessoa e fase da vida, embora seja mais comum entre os 15 e 35 anos. O estresse e a falta de luz solar agravam as infecções.

Com grande dano inflamatório, pode atingir as articulações e aumentar o risco de doenças cardiovasculares e síndrome metabólica. Inclusive, um estudo publicado no Journal of Investigative Dermatology identifica um caminho para entender como essa doença afeta o coração.

"A psoríase é uma doença inflamatória sistêmica crônica imunomediada que afeta de 1 a 3% da população global. Neste estudo, um total de 503 pacientes com psoríase e sem doença cardiovascular clínica foram submetidos à ecodopplercardiografia transtorácica para avaliar a microcirculação coronariana. Os investigadores descobriram uma alta prevalência de disfunção microvascular coronariana em mais de 30% dos pacientes assintomáticos na população do estudo", explica a dermatologista Dra. Ana Maria Pellegrini, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Outros prejuízos da psoríase
A psoríase também pode prejudicar o paciente de outras maneiras. "Além do risco cardiovascular, a psoríase ainda é ligada a problemas nas articulações (artrite psoriática) e, também, a uma maior propensão de desenvolver síndrome metabólica, caracterizada por pelo menos três dos seguintes problemas: maior acúmulo de gordura abdominal, pressão arterial elevada, colesterol alterado, glicemia de jejum elevada e triglicerídeo elevado", acrescenta a médica.

Estudos anteriores já haviam demonstrado que pacientes com psoríase grave apresentam aumento da mortalidade cardiovascular. No entanto, os mecanismos específicos subjacentes a este risco aumentado ainda não tinham sido identificados. 

Por isso, os autores do estudo pretendiam investigar mais detalhadamente a prevalência de disfunção microvascular coronariana, avaliada pela reserva de fluxo coronariano (CFR), em uma grande coorte de pacientes com psoríase grave e sua associação com a gravidade e duração da psoríase, bem como outras características dos pacientes.

Prevenindo complicações futuras
O estudo revelou que a gravidade da psoríase, avaliada pela pontuação do Psoriasis Area Severity Index (PASI), e a duração da doença foram independentemente associadas a uma reserva de fluxo coronariano mais baixa, juntamente à presença de artrite psoriática. "Esses achados enfatizam a importância de considerar fatores relacionados à inflamação e à psoríase na avaliação do risco cardiovascular em pacientes com psoríase grave", explica a médica. 

O estudo apoia o papel da inflamação sistêmica da psoríase no desenvolvimento da disfunção microvascular coronariana. "Devemos diagnosticar e procurar ativamente a disfunção microvascular em pacientes com psoríase, uma vez que esta população apresenta um risco particularmente elevado. Poderíamos levantar a hipótese de que um tratamento precoce e eficaz da psoríase restauraria a disfunção e, eventualmente, preveniria o risco futuro de complicações, como infarto do miocárdio e insuficiência cardíaca associada", diz a Dra. Ana Maria Pellegrini.

Ainda segundo a médica, algumas pesquisas preliminares mostraram que a disfunção microvascular coronariana é restaurada após um tratamento com produtos biológicos. "No entanto, estudos prospectivos são necessários para confirmar se esses achados se traduzem em reduções em eventos cardiovasculares", finaliza.

 

Fonte: Terra

0 comentários


Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *


Veja mais:


  • Brasil - Taís Araújo vai parar na Justiça após alta dívida em condomínio
  • Geral - Karma positivo: especialista revela 5 dicas para manter as ‘energias nas alturas’
  • Brasil - Thiago Silva deixará o Chelsea e tem Fluminense como provável destino
  • Geral - O que é Tranca-Rua, termo que fez Ludmilla ser cancelada após show
  • Brasil - Geração Z no trabalho: 5 dicas para atrair e reter talentos da Geração Z, segundo especialista
  • Brasil - Programa Pé-de-Meia: pagamento do incentivo frequência começa nesta quinta-feira (25)
  • Brasil - Prazo para pedir isenção da taxa de inscrição no Enem termina nesta sexta-feira (26)
  • Mato Grosso - Dia Internacional do Jovem Trabalhador será celebrado nesta quarta-feira (24)
  • Mato Grosso - Ibero-Americano de Atletismo tem 90 participantes de Cuiabá
  • Política Brasil - Congresso reúne-se quarta-feira para analisar vetos presidenciais